PAGINA INICIAL
| Página Inicial  |  A Empresa  |  Serviços  |  Clientes  |  Artigos  |  Fale Conosco  
ARTIGOS

" Eis que faço segundo as tuas palavras: dou-te coração sábio e entendido de maneira que antes de ti não houve teu igual, nem depois de ti o haverá (I Reis 3.12)."

Administradores medíocres!

Humberto Campos Lago (*)

Recentemente o Wal-Mart comprou a rede de supermercados Sonae, porque os resultados da subsidiária brasileira, nos últimos anos, eram inaceitáveis. Em geral, resultados medíocres são uma decorrência de administração medíocre. A análise mais detida desta transação traz consigo preciosos ensinamentos, sobre as quais gostaria de refletir com você. O mercado está aí: alguns competidores, decepcionados com seus resultados, resolvem abandoná-lo; outros, no entanto, o vêem repleto de oportunidades e decidem ampliar sua participação nele. Interessante notar: duas posturas, completamente distintas e opostas. Uma dessas organizações deve estar cometendo um erro. Na minha visão, o Wal-Mart decidiu esta compra porque tem o suporte seguro de 4 fatores básicos:

1.-Gerenciamento: Ele dispõe de um quadro gerencial excelente, caracterizado pela competência, instrução, experiência e agressividade. Bem ou mal, os empresários sabem avaliar a performance de sua equipe gerencial; porém bem poucos conseguem extrair de seus gerentes, resultados superiores, crescentes e contínuos. E quando a gerência é fraca, com certeza caem as vendas e os lucros e o mercado é entregue aos concorrentes.

2.-Sistemas Gerenciais. Ao lado do talento gerencial, o Wal-Mart dispõe, ainda, de uma excelente retaguarda, representada por um eficiente sistema de gestão empresarial, o que é de vital importância em tempos de intensa competitividade e globalização. A maioria dos sistemas informativos dispõe de abundantes informações. Contudo, muitos sistemas pecam, de modo imperdoável, pela incapacidade de demonstrar claramente a origem dos mais graves problemas administrativos e operacionais de nossas organizações.

3.- Padrões Operacionais. Definir, corretamente, padrões de desempenho operacional, por produto, por família de produtos e por unidade de negócio, é essencial. Igualmente, importa acompanhar os resultados e corrigir prontamente eventuais desvios. Muitas empresas fracassam porque: (a)-são displicentes na definição dos padrões operacionais; (b)-têm controles internos deficientes e (c)-toleram, com naturalidade, a incompetência.

4.-Geração de Caixa. A capacidade de gerar caixa é algo tão prioritário quanto vender e lucrar. Seu poder de geração de caixa deve ser mantido como prioridade absoluta e administrado de modo inflexível. Relaxar, neste aspecto, seja pelo esvaziamento da função financeira, seja por falta de foco, é antecipar a morte de sua empresa.

Início de ano é um tempo oportuno à reflexão e grandes sonhos. Que sua organização esteja firmada sobre competências autênticas, pois só elas podem levar ao sucesso. Como recomenda o texto acima, a solução é uma só: buscar, encontrar e aplicar a sabedoria !

(*) Humberto Campos Lago é Consultor Empresarial e Diretor da PROSPERUS.

Voltar


PROSPERUS Consultoria Empresarial Ltda.
prosperus@prosperus.com.br Fone: (41)3273-4509 e (41)9979-7747
© Copyright 2006 Prosperus. Todos os direitos Reservados.